Inteligência: nos primeiros 10 meses o primeiro raciocínio

Para as crianças, a capacidade de elaborar um argumento está presente, uma vez que têm apenas 10 meses de idade.




Inteligência: nos primeiros 10 meses o primeiro raciocínio



A capacidade de raciocinar desenvolve-se no primeiro ano de vida. Já aos 10 meses, de fato, os bebês são capazes de fazer deduções e generalizações. Mesmo antes de completarem um ano de vida, os bebês, na verdade, já são capazes de tirar conclusões a partir de certas suposições. Em um estudo publicado na revista Developmental Science, esta é uma equipe de pesquisadores norte-americanos coordenada por Stella Lourenco, da Universidade Emory de Altlanta (EUA).
Experimentos com fantoches

Os pesquisadores submeteram um grupo de crianças entre 10 e 13 meses a diferentes experimentos. Primeiro eles foram mostrados alguns vídeos em que havia três fantoches: um elefante, um urso e um hipopótamo. Os animais tinham dimensões semelhantes, mas eram organizados em uma linha em uma ordem muito precisa: do mais fraco ao mais forte. Nos vários vídeos, o elefante tinha um brinquedo que foi retirado do urso. Posteriormente, o hipopótamo agarrou o brinquedo das mãos do urso. O objetivo dos vídeos era sugerir que o urso era mais forte que o elefante e que o hipopótamo era mais do que os outros dois.
O inesperado aumenta a atenção

Mais tarde, foi transmitido um vídeo em que o elefante levou o brinquedo ao hipopótamo. Durante a visualização deste cenário, que foi incongruente em relação aos anteriores, as crianças foram mais cuidadosas. Posteriormente, um quarto personagem (a girafa) também foi incluído nos filmes, que não tiveram um papel predominante. Analisando o comportamento das crianças, os cientistas notaram que sua atenção se concentrava mais quando o cenário do jogo era inesperado, para tentar entender por que ele era diferente do que eles esperavam.
O raciocínio dedutivo

As crianças aprendem rapidamentecomo esponjas que absorvem conhecimento em quantidades incríveis; os resultados do estudo indicam a maneira pela qual os seres humanos aprendem informações. Ser capaz de raciocinar de forma dedutiva, permite fazer generalizações, sem ter que experimentar diretamente o mundo. O pesquisador Lourenço disse que, com base nos experimentos, pode-se dizer que as crianças já são capazes de realizar esse tipo de raciocínio antes do primeiro ano de vida, enquanto antes se acreditava que elas não eram capazes disso até idade de quatro ou cinco anos. Além disso, o método utilizado durante a pesquisa poderia possibilitar a compreensão do grau de localização da aprendizagem das crianças. O sistema poderia representar uma ferramenta importante para a avaliação do desenvolvimento cognitivo.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *